0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar este link

O procedimento da crioterapia é bem simples e leva cerca de 1 hora utilizando a técnica percutânea. Pode ser realizado com anestesia local. Por meio de ultrassom e tomografia computadorizada em tempo real é identificado o tumor renal. Depois de afastar os órgãos próximos com solução de soro fisiológico introduzido por agulha, como intestino,fígado e baço, é introduzido agulhas muito finas diretamente no tumor. O argônio sob pressão passa pelo interior das agulhas a uma temperatura de até -150 graus Celsius, congelando o tecido ao redor.

Temperaturas abaixo de 40º C são suficientes para promover a morte celular. Portanto são realizados durante a cirurgia dois ciclos de congelamento para garantir que a temperatura seja adequada ao final do processo. O resultado é a destruição total das células cancerígenas do local, que ficam mortas e completamente inativas.

O maior benefício da crioterapia, sem dúvida, é o fato de ser menos invasiva e possibilitar o tratamento de múltiplos tumores . Com este tratamento podemos liberar o paciente no mesmo dia.

A crioterapia ainda é um procedimento inovador e novo no Brasil. Atualmente, a cirurgia é realizada no hospital Albert Einstein em São Paulo.

PPT: crio-rim-transplantado

 

0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar este link

Segundo pesquisas recentemente publicadas, ao contrário do que se afirmava anteriormente, não são necessárias quatro xícaras de café de cranberrys, mas apenas um copo cheio diário já tem o superpoder de combater vários tipos de câncer.

A pesquisa se baseou na alimentação de camundongos com câncer de cólon adaptada com extrato de cranberry. Com isso, puderam observar que houve uma significativa redução dos tumores em tamanho e número. Com a identificação das moléculas terapêuticas presentes no fruto, ficaria aind a mais fácil a compreensão do seu potencial contra o câncer e, consequentemente, seria melhor a sua utilização.

Cranberries and Cancer: An Update of Preclinical Studies Evaluating the Cancer Inhibitory Potential of Cranberry and Cranberry Derived Constituents.

Cranberries are rich in bioactive constituents reported to influence a variety of health benefits, ranging from improved immune function and decreased infections to reduced cardiovascular disease and more recently cancer inhibition.

A review of cranberry research targeting cancer revealed positive effects of cranberries or cranberry derived constituents against 17 different cancers utilizing a variety of in vitro techniques, whereas in vivo studies supported the inhibitory action of cranberries toward cancers of the esophagus, stomach, colon, bladder, prostate, glioblastoma and lymphoma. Mechanisms of cranberry-linked cancer inhibition include cellular death induction via apoptosis, necrosis and autophagy; reduction of cellular proliferation; alterations in reactive oxygen species; and modification of cytokine and signal transduction pathways. Given the emerging positive preclinical effects of cranberries, future clinical directions targeting cancer or premalignancy in high risk cohorts should be considered.

Antioxidants (Basel, Switzerland). 2016 Aug 18*** epublish ***

Katherine M Weh, Jennifer Clarke, Laura A Kresty

Department of Medicine, Division of Hematology and Oncology, Medical College of Wisconsin, 8701 Watertown Plank Road, Milwaukee, WI 53226, USA. kweh@mcw.edu., Department of Food Science and Technology, University of Nebraska, 256 Food Innovation Complex, Lincoln, NE 68588-6205, USA. jclarke3@unl.edu., Department of Medicine, Division of Hematology and Oncology, Medical College of Wisconsin, 8701 Watertown Plank Road, Milwaukee, WI 53226, USA. lkresty@mcw.edu.

PubMed http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27548236

cranberrysummaryslide8-29-16

 

Transtorno Sexual Feminino

0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar este link

Segundo a Organização Mundial de Saúde1 , a sexualidade é influenciada pela interação de fatores biológicos, psicológicos, socioeconômicos, políticos, culturais, éticos, legais, históricos, religiosos e espirituais. Constitui um aspecto fundamental do ser humano, envolvendo as identidades de gênero, sexo, orientação sexual, erotismo, prazer, intimidade e reprodução. A sexualidade é vivida e expressa em pensamentos, fantasias, desejos, crenças, atitudes, valores, comportamentos, práticas, papéis e relacionamentos, embora nem todos eles sejam sempre experimentados ou expressos ao longo da vida. O termo Disfunção Sexual Feminina (DSF) diz respeito a uma ampla variedade de condições clínicas, que incluem desejo sexual hipoativo, transtorno de aversão sexual, transtorno de excitação sexual, transtorno do orgasmo e transtornos dolorosos como dispareunia e vaginismo, que são associados a uma diminuição acentuada na qualidade de vida e relações interpessoais.

Há quatro categorias principais de DSF: baixo desejo sexual, dificuldade com excitação, falta de orgasmo e dor durante a relação sexual. Mas dentro de cada categoria, há várias causas e tratamentos potenciais. DSF pode ser frustrante, vergonhoso e decepcionante, mas há formas de lidar com a sua condição e trabalhar para ter uma vida sexual saudável.

Este estudo tem por objetivo realizar uma revisão da literatura científica sobre as disfunções sexuais femininas, incluindo o ciclo de resposta sexual, definições, classificação, fisiologia, etiologia, fisiopatologia, prevalência e os aspectos diagnósticos e terapêuticos.

Transtorno Sexual Feminino PPT

 

0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar este link

Transtorno Do Desejo Sexual Hipoativo (TDSH ou
Desejo Sexual Hipoativo (DSH) ou
Distúrbio De Desejo Sexual Hipoativo Generalizado Adquirido (HSDD na sigla em Inglês)

A sexualidade é considerada como um aspecto central da vida humana, a qual é vivenciada e expressa em pensamentos, fantasias, desejos, crenças, atitudes, valores, comportamentos, práticas, papéis e relações.

A saúde sexual é diretamente afetada pelas relações afetivas e interpessoais, pela qualidade de vida, pela estrutura social e cultural da sociedade, aspectos que interferem no comportamento sexual masculino e feminino.

O desejo sexual é um fenômeno subjetivo complexo que envolve as fantasias sexuais, os sonhos sexuais, a iniciação do comportamento sexual, a receptividade ao parceiro sexual, as sensações genitais, as respostas aos sinais eróticos no meio ambiente, entre outros fatores.

Leiblum e Rosen (1988) descreveram que o desejo sexual é um estado de sentimento subjetivo e motivador ativado por sugestões internas e externas que pode ou não resultar em um comportamento sexual efetivo.

O TDSH tem sido muito referido pelas mulheres e é constituído pelas fases de desejo, excitação, orgasmo e resolução ou relaxamento, com o diferencial de que as respostas femininas resultam mais da necessidade de intimidade, do que propriamente de uma estimulação sexual física e a motivação para que as mulheres tenham atividade sexual baseia-se em recompensas não necessariamente sexuais, como a intimidade, o contato, o desejo de agradar o parceiro. Tratar o TDSH feminino é uma realidade, visto que sua etiologia ou causa já é conhecida.

Sabe-se hoje que duas disfunções no cérebro aparentemente estão associadas à falta de apetite sexual: de um lado, contenção excessiva partindo do cérebro frontal inferior; de outro, falta de imaginação erótica, perceptível pela reduzida atividade no lobo parietal inferior e nas áreas pré-motoras.

Pesquisadores consideram, porém, que isso não significa necessariamente que tais disfunções causaram a falta de apetite sexual nem que o transtorno possa ser tratado apenas com medicamentos; a psicoterapia está igualmente associada a mudanças no cérebro. Também na área da sexualidade, corpo e psique devem ser compreendidos como os dois lados da mesma moeda

Flibanserin é um medicamento usado para aumentar o desejo sexual de mulheres que têm este desejo diminuído ou ausente e nas diagnosticadas com transtorno do desejo sexual hipoativo.
Este remédio é produzido pelo laboratório Sprout Pharmaceuticals e o seu principio ativo é Flibanserin e, só deve ser usado por indicação médica.

Desejo Sexual Hipoativo como conduzir (PDF)
Collaborative Outcomes Webcast Slides 021916 (PPTX)
Collaborative Outcomes Webcast 2 Slides 041216 (PPTX)
Collaborative Outcomes Webcast 4 Slides 081216 (PPTX)

0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar este link

Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) e Cleveland Clinic:
Projeto de economia em saúde em litíase urinária

Após a observação do estudo, elaborado pelo setor de economia do HIAE, foi possível concluir que:

– Observa-se que após a consultoria realizada os procedimentos abaixo elencados sofreram uma modificação com impacto direto nos custos e sua respectiva variabilidade. Houve redução de aproximadamente 26% no custo médio e diminuição da variabilidade em 83% .

– O retorno de investimento (ROI) foi de 38 meses podendo este ser ainda menor com as modificações demostradas pelo estudo.

– O HIAE ao contratar a consultoria da Cleveland Clinic buscou uma solução para este impasse administrativo burocrático que é a redução significativa na variabilidade na prática médica ocasionando uma menor variabilidade de custos e consequente aumento na receita com a manutenção da qualidade de atendimento aos seus pacientes, sem deixar de satisfazer as técnicas médicas adequadas dos cirurgiões da área de urologia.

Leia mais: TCC Insper final 2016 para publicacao PDF