0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar este link

Em determinada etapa da vida muitos homens decidem que não querem mais ter filhos. O planejamento familiar faz parte da vida atual, e quando o casal tem a certeza de que não deseja mais aumentar a família, existe um modo eficaz de contracepção, chamado vasectomia, que é uma cirurgia simples esterilizante para o homem. A vasectomia impede a liberação de espermatozóides do líquido ejaculado, por meio da interrupção no ducto que conduz estes ao mesmo (chamado canal deferente). Desse modo, os espermatozóides localizados no epidídimo não conseguirão chegar à vesícula seminal.
Esta cirurgia de vasectomia é altamente eficaz como método contraceptivo, e diferente do que dizem alguns mitos, não provoca impotência, perda da libido, risco de câncer ou doenças cardíacas. O homem continua a ejacular normalmente, o que é importante lembrar que a vasectomia não previne doenças sexualmente transmissíveis, logo o risco de transmissão ainda existe. É necessário evitar o contágio pelos métodos já conhecidos, como a camisinha.

A cirurgia de vasectomia é muito simples e consiste apenas de um pequeno corte na bolsa escrotal, com anestesia local. O duto deferente é exteriorizado e cortado, depois tem suas pontas suturadas. O tempo total da cirurgia é em torno de 15 a 20 minutos. É necessário o repouso de 3 dias, e retorno às atividades indicado somente após uma semana. O médico orientará quanto a necessidade de maior repouso para cada caso específico. Relações sexuais são permitidas após a semana de repouso, porém ainda há espermatozóides no duto, que só sairão na totalidade do duto em torno de 20 ejaculações depois. O paciente passa por uma reavaliação meses depois, para ter certeza de que conseguiu se tornar estéril.

Embora complexa, a reversão da cirurgia de vasectomia é possível, porém não possui taxa tão alta de sucesso quanto a vasectomia em si. Somente algo em torno de 1/3 das tentativas são bem sucedidas. Portanto é muito importante o homem (ou o casal) terem a certeza de estarem fazendo a escolha certa ao tomar a decisão da esterilização. Para os que tem a certeza, a vasectomia é uma decisão inteligente e eficaz como método contraceptivo.

0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar este link

NOVA ABORDAGEM DIAGNÓSTICA E TERAPÊUTICA DO HPV

Dr. Charles Rosenblatt

COMENTÁRIOS DO NOVO LICENCIAMENTO DA VACINA QUADRIVALENTE CONTRA O HPV PARA O USO EM HOMENS.

Dr. David Salomão Lewi

Data: 16 de AGOSTO de 2011

Local:CESAS- Salas 3 e 4 no 1º subsolo Bloco A

Horário:12h30 às 13h30

Organizador:Dr. Omar Reda El Hayek

Realização:Diretoria Clínica

Apoio:Diretoria Médica

Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein

0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar este link

Felizmente a Anvisa se posicionou como representante de País de primeiro mundo e liberou a vacina em meninos na prevenção do HPV.

Vacina em homens de 9 a 26 anos contra HPV
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a indicação da vacina contra o papilomavírus humano (HPV) para meninos e homens de 9 a 26 anos de idade. A indicação é para prevenir verrugas genitais e lesões relacionadas aos tipos 6 e 11 do vírus. Para mulheres, a vacina havia sido aprovada no Brasil em 2008, mas só está disponível em clínicas particulares.

A base da aprovação da vacina para o sexo masculino foi um estudo publicado no “New England Journal of Medicine”, que comprova a redução de 90% das lesões genitais externa e também a diminuição da infecção persistente pelo HPV em 85% dos casos. O estudo foi feito com 4.065 homens de 16 a 26 anos, em 18 países (incluindo o Brasil) e comprovou eficácia da vacina contra os tipos 6, 11,16 e 18 do papilomavírus.

A diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações, Isabela Ballalai, diz que, apesar de as mulheres ainda serem o foco principal da vacina por causa do câncer de colo uterino, imunizar homens tem o seu ganho.
– Sabemos que 40% dos casos de câncer de pênis estão relacionados ao HPV. Os tumores de ânus também e chegam a 30% dos casos diagnosticados nos homens. Nos Estados Unidos, a vacina para o sexo masculino foi aprovada em 2009 – disse.

Hélio Magarinos, presidente regional da Sociedade Brasileira de Patologia, lembra que a maioria dos homens fica a parte quando o assunto é o HPV. ” Existe a falsa informação de que o sexo masculino não tem risco de desenvolver câncer por HPV e que somente as mulheres terão tumor. E os homens só fazem exames para confirmar o vírus quando já apresentam alguma lesão e o médico tem quase certeza do diagnóstico” explica Magarinos.

A infecção por HPV atinge cerca de 630 milhões de pessoas no mundo. O risco de contágio é alto, chegando a 80%, e o vírus pode ser transmitido mesmo que esteja latente (sem manifestação visível). O HPV pode permanecer no organismo sem qualquer sintoma por anos. Para a maioria, o vírus desaparece espontaneamente e desenvolver um câncer pode levar até 20 anos.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), existem mais de 200 tipos diferentes de HPV. Eles são classificados em de baixo e de alto risco de câncer. Os tipos 16 e 18 respondem por 70% dos casos de câncer de colo de útero. Já os tipo 6 e 11 estão presentes em 90% das verrugas genitais.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/vivermelhor/mat/2011/05/26/anvisa-aprova-indicacao-da-vacina-contra-hpv-para-homens-924546678.asp#ixzz1NxdPoujT

0
0
0
0
0
0
0
0
0
ou copiar este link

Atender aos pacientes com patologias urológicas (doencas sexualmente transmissíveis , doenças da próstata, rins, bexiga, pênis e testículos, etc) no mais alto nível humano e tecnológico existente, apresentando sempre técnicas avançadas para vasectomia(como a anestesia sem agulha) e reversão de vasectomia (técnica por mini-incisão) , para o tratamento de cálculos do aparelho urinário como a Litotripsia a Laser, além do tratamento endoscópico para Hipertrofia Prostática Benigna (Ressecção Endoscópica de Próstata) e Prostatectomia Radical pelo Robot da Vinci para Câncer de Próstata, oferecendo tranqüilidade aos pacientes, através de um ato operatório totalmente indolor, seguido de uma boa orientação pós operatória e um suporte médico sempre a disposição para orientação nos casos que se fizerem necessários . Nossa visão é ser referência nacional no tratamento destas patologias, atuando com qualidade, competência e tecnologia, tendo como valores a ética, responsabilidade, excelência e atendimento humanizado associados à constante atualização médica.